Nova SBE

Turismo: As “consumer trends” que deve capitalizar para enfrentar a crise

2 de Junho de 2021 por Nova SBE Executive Education

A crise provocada pelo coronavírus tem sido o maior entrave ao setor do turismo e do lazer até aos dias de hoje. Nunca antes assistimos à paragem quase absoluta da atividade. Apesar de o foco também passar pela sobrevivência no mercado e pelo bem-estar dos funcionários, nunca foi tão premente equacionar cenários futuros. Conheça algumas tendências de consumo que podem impactar o seu negócio.

Artigo de Nova SBE Executive Education | Leitura de 5 minutos

consumer-trends-tourismredcharlie @redcharlie

O foco atual no setor está na sobrevivência: resguardar lucro e funcionários, e encontrar fundos alternativos de financiamento. Contudo, esta é a altura-chave para pensar a longo prazo.

De acordo com um estudo divulgado pela consultora PwC, “com muitos negócios de turismo e lazer a operarem com margens apertadas, uma queda nas vendas de 10 a 20% pode colocá-los em perigo financeiro”, mesmo sem contar com os custos adicionais referentes às medidas necessárias para reabrir os negócios, como os custos de limpeza adicionais, o equipamento de proteção individual ou para assegurar o distanciamento físico.

Segundo a consultora, é importante também ter duas noções bem presentes: a flexibilidade e a resiliência. Para assegurar que estes dois critérios são cumpridos, as organizações devem ter presentes que é necessário eliminar os “maus gastos”, o que muitas vezes pode significar trabalhar com companhias e equipas mais pequenas, e diversificar e ampliar a base dos consumidores. Neste último ponto, salienta-se que uma gama maior de produtos pode conferir maior flexibilidade.

No entanto, as decisões comerciais devem basear-se, acima de tudo, no comportamento dos consumidores. “Os operadores devem adaptar os negócios para irem ao encontro de quaisquer mudanças nas consumer trends, investir no futuro e capitalizar sobre novas oportunidades”, pode ler-se no documento disponibilizado pela PwC.

Fique a conhecer algumas das tendências dos consumidores atuais na área do turismo:

  • Foco nas experiências - as gerações mais novas têm preferido gastar mais dinheiro em experiências do que em bens materiais. Provas gastronómicas, roteiros e turismo de aventura são atividades cada vez mais procuradas e espera-se um crescimento progressivo deste mercado nos próximos anos.

  • Aceleração dos serviços digitais - a penetração do online foi acelerada pela crise, em várias áreas:

- Entrega de comida ao domicílio: as entregas ao domicílio no setor alimentar devem duplicar na próxima década. Estudos indicam que, nessa altura, 20% das receitas dos restaurantes devem depender do serviço de home delivery.

- Fitness: com o confinamento, a procura por as aulas de fitness online aumentou exponencialmente. Com o crescimento da oferta e da procura, surgiram novos métodos de pagamento, oportunidades de negócio e de customer engagement.

- Viagens: cada vez mais a procura é feita online. Contudo, para além da oferta, a digitalização promoveu a comunicação entre o consumidor e o operador. Com a emergência de várias ferramentas de comunicação, na qual se incluem os chatbots, tornou-se mais fácil e rápida a compra de viagens e experiências.

  • Foco nos valores e no propósito – os valores que uma organização defende parecem estar a ganhar cada vez mais relevância para os consumidores. Más ações por parte de companhias são regularmente criticadas nas redes sociais: desde a forma como os clientes e a comunidade são tratados, até aos comportamentos de staff. Da mesma forma, boas ações e intenções podem deixar uma marca positiva e duradoura. Cada vez mais, as organizações devem focar-se no seu propósito como fator diferenciador no mercado.

“Apesar do ambiente incerto, aqueles que usarem o período da crise para reavaliarem e remodelarem os seus negócios vão beneficiar no período de recuperação, e depois dele”. É assim que termina o relatório da PwC sobre o tópico. Está pronto para capitalizar estas tendências e reconstruir o seu negócio?

CTA-ETTD

Tópicos: Setorial

Subscreva o nosso Blog

 

Nova SBE

Quer escrever
para o Blog?

Saber mais