Nova SBE

10 Razões para investir em formação

27 de Dezembro de 2018 por Nova SBE Executive Education

Aprender é uma jornada para a vida: pessoal e profissionalmente. Como tal, seria de esperar que o investimento em formação se mantivesse constante ao longo do percurso profissional de cada um, mas ainda estamos um pouco distantes dessa realidade. Neste contexto, a pergunta que se impõe entre os executivos é: porquê investir? Neste artigo, apresentamos 10 razões pelas quais deve apostar na sua formação, suportadas pelos testemunhos dos alunos da formação de executivos da Nova SBE.

Leitura de 5 minutos

Blog - 10 Razões para investir em formaçãounsplash-logoSuzanne D. Williams

Aprender é uma constante na nossa vida. Ainda antes de abrirmos os olhos pela primeira vez, o médico dá-nos uma palmadinha nas costas para nos ensinar a respirar. Desde esse momento, estamos em constante formação. Falar, andar, escrever… A escola torna-se uma tarefa a tempo inteiro.

Mas quando ingressamos no mundo do trabalho, a quantidade de e-mails na caixa de entrada e a emergência dos desafios diários passam a ocupar-nos o tempo inteiro. Há ainda a família, para quem são reservadas as restantes horas do dia, e umas quantas mais que retiramos ao sono.

Ainda que o desejo de ser bem-sucedido e evoluir profissionalmente se mantenha, continuamos a perguntar-nos se devemos investir em nós próprios. O tempo é escasso, o investimento parece elevado e apesar de ninguém duvidar que aprender é continuamente importante, muitos ainda questionam.

Será que devo apostar na minha formação?

 

Os testemunhos que fomos recolhendo ao longo dos anos junto dos executivos que passaram pelos programas de formação da Nova SBE dizem-nos claramente que sim. Por isso, aqui ficam 10 razões pelas quais deve apostar na sua formação, suportadas pelas palavras e pela experiência dos nossos participantes.

1. Retorno imediato

Existem poucos investimentos ao longo da nossa vida pessoal e profissional que apresentem um retorno imediato. A formação é um deles. A aplicabilidade das ferramentas fornecidas e a partilha de melhores práticas permitem um aumento de produtividade desde o primeiro dia. Como salientou Patrícia Rocha, Diretora Executiva na Fundação Manuel Violante:

"Assim que conclui o curso, baseei-me nas aprendizagens do mesmo para adaptar significativamente um programa de formação que a Fundação disponibiliza a organizações sociais, potenciando o seu impacto nas mesmas, e o impacto social destas nas comunidades que servem."

2. Reconhecimento no local de trabalho

Nem sempre é fácil tornar visível o apogeu das nossas capacidades dentro de uma organização. Mas o reforço das competências individuais que coloca ao serviço da sua equipa, após a formação, será notório, e o reconhecimento do esforço para se tornar um melhor profissional virá como consequência. O caso do Luís Garcia, VP Marketing na OLAmobile, é exemplo disso:

"Alguns meses após a conclusão do curso tive uma promoção de Projects Director para VP Marketing na OLAmobile, grupo tecnológico focado em tecnologias de marketing e publicidade para dispositivos móveis."

3. Conhecimentos atualizados e competências reforçadas

Os participantes de um programa de formação são alvo de um reforço de competências técnicas e interpessoais que fazem a diferença em todo o seu percurso profissional. Os docentes apresentam casos reais e discutem temas atuais, contribuindo para a revisão dos dogmas empresariais. José Carlos Queimado, Diretor Geral no Hospital S. Gonçalo, refere que:

"A abordagem rigorosa, dinâmica e atual das principais dimensões da liderança organizacional, ilustradas amiúde com casos reais, permitiu-me revisitar, consolidar e aprender conceitos e ferramentas de utilidade imediata para quem lidera pessoas e organizações de particular complexidade. Em suma, uma experiência formativa intensa, enriquecedora e marcante."

4. Ferramentas prontas a aplicar

A formação, além de permitir uma atualização dos nossos conhecimentos, é uma fonte de ferramentas que facilitam tarefas quotidianas, nomeadamente a tomada de decisões estratégicas. Estas são instrumentos de trabalho, na sua maioria intemporais em termos de relevância, como nos conta Patrícia Rocha, Diretora Executiva na Fundação Manuel Violante:

"Todas as aprendizagens que fui colecionando ao longo dos vários cursos da Nova SBE que já frequentei estão compiladas num caderno de apontamentos a que recorro sempre que um novo desafio se apresenta e que uma decisão se impõe."

5. Compreensão global do negócio

O quotidiano de cada departamento limita frequentemente a visão holística do negócio. A formação permite atingir mais facilmente uma visão integrada das várias temáticas de gestão. Como explica João Carrasco, Senior Project Leader na Bayer:

"O curso ajudou-me a entender melhor como funcionam algumas áreas da empresa com as quais eu tinha pouco contacto (e.g. Finanças) e como isso impacta o meu trabalho como gestor de equipa e de área."

6. Win-win para o participante e para a empresa

A formação é igualmente importante para o participante e para a empresa. Além de um aumento na motivação do colaborador após a formação, a troca de experiências e conhecimentos colecionados durante o curso resulta num aumento da eficiência e da produtividade benéfico para ambas as partes. Como nos conta João Viana, do Gabinete da Presidência do Millennium BCP:

"Quando regressei ao banco, juntei os meus colegas das áreas de Marketing e Comunicação e fiz uma sessão a mostrar tudo o que aprendi durante o curso."

7. Networking

O acesso a profissionais de excelência, desde os docentes aos colegas, estende a rede de contactos dos participantes, fomentando a troca de experiências e conhecimento bem como a relação com novas organizações de diferentes setores de atividade, enriquecendo ainda mais o momento da formação. Como salienta Nuno Garrido, Performance Manager na Galp:

"O curso foi uma excelente experiência num ambiente openminded cujo networking permitiu estabelecer novas oportunidades de negócio."

8. Novas oportunidades profissionais

A formação abre portas na vida profissional dentro e fora da organização em que se encontra. Os convites para novos desafios e a promoção interna dos participantes são muito frequentes, alavancando percursos profissionais. Telma Guerreiro Candeias, Chief Compliance Officer na MetLife Iberia, conta que:

"Nas semanas seguintes ao curso fui envolvida em projetos de planeamento de cariz multinacional com objetivo de desenvolver projetos para concretização dos valores corporativos até 2020 e também num programa de desenvolvimento de líderes a nível local e regional, pelo que não podia estar mais satisfeita com o resultado. Recomendo vivamente a todos os que querem dar um passo significativo em frente no seu desenvolvimento profissional."

9. Visão estratégica e de futuro

O quotidiano da indústria em que operamos formata frequentemente o nosso pensamento e limita as opções que surgem como consequência do mesmo. Os docentes são aliados na construção de uma visão estratégica que permita confrontar os problemas do futuro com a maior brevidade possível. Como conta Filipe Vultos, PhD Student no Instituto Superior Técnico:

"Recordo especialmente as aulas do Professor João Silveira Lobo em que me senti impelido a pensar “fora da caixa” e em que abri a minha visão para novas formas de encarar e de responder a um mundo em constante mudança."

10. Tempo para refletir

Por último, a formação é fulcral no nosso desenvolvimento profissional porque nos permite, acima de tudo, refletir. As emergências do dia-a-dia deixam pouco tempo para questionar os nossos próprios dogmas e rever os nossos objetivos profissionais. Este exercício é particularmente importante para a construção de um percurso profissional de sucesso. Luís Almeida, Diretor de Operações na Fisipe, salienta que:

"Nas organizações somos cilindrados pelo tempo, e é importante fazer um hiato e parar para pensar."

O mercado é cada vez mais exigente e aprender tornou-se uma (ou a única) estratégia de sobrevivência.

 

Já conhece  os nossos programas para 2019?

 

Tópicos: Artigos de Opinião, Liderança & Gestão de Pessoas

Subscreva o nosso Blog

 

Nova SBE

Quer escrever
para o Blog?

Saber mais